sábado, 22 de novembro de 2008

Mergulhar com crocodilos: isso é possível em parque da Austrália

Parque na Austrália permite que visitantes 'nadem' com crocodilos

21/11/2008 ( BBC)

foto: Divulgação Crocosaurus Cove/BBC)
Visitante pode ficar a frente a frente com crocodilos em parque

Os turistas mais corajosos podem agora mergulhar com crocodilos de água salgada de até cinco metros e meio de comprimento na cidade de Darwin, considerada a capital dos crocodilos, no nordeste da Austrália. 

A nova atração do Parque Crocosaurus Cove, apelidada de "Jaula da Morte", pode deixar o turista cara a cara com os répteis durante 15 minutos na água. Apenas uma caixa transparente de acrílico com espessura de quatro centímetros e com 2,8 metros de altura protege o turista das mandíbulas dos crocodilos gigantes. 

Os arranhões feitos pelos dentes desses répteis são visíveis no acrílico.

"Mas é seguro", segundo o diretor do parque, Michael Scott. "As barreiras entre os mergulhadores e os crocodilos são muito fortes."

Apenas maiores de 16 anos podem entrar na "jaula", que comporta duas pessoas por vez.

O parque abriga seis adultos machos de 4,6 metros a 5,5 metros e uma fêmea de 2,8 metros. Há também cerca de 200 crocodilos juvenis no parque.

Crocodilo Dundee 

O crocodilo mais popular é Burt, que participou do famoso filme australiano Crocodilo Dundee.

O diretor do Crocosaurus Cove, Mike Scott, explicou que muitos dos crocodilos do parque vivem em cativeiro há muito tempo depois de terem sido removidos de áreas habitadas. Ele considera Darwin a "capital dos crocodilos".

"Apenas na nossa fazenda temos 52 mil crocodilos. Nós também coletamos cerca de 30 mil ovos da natureza todo ano para serem cultivados em várias fazendas do nordeste australiano", diz Scott.

A atração turística gerou críticas de ambientalistas. Para a ativista de direito dos animais, Patty Mark, a atração "é repugnante".

"Nós deveríamos respeitar esses animais, principalmente animais inteligentes como os crocodilos. Eles pertencem à natureza, não ao nosso entretenimento."

Os répteis são ícones e parte das notícias do dia-a-dia do Território do Norte, na Austrália. 

O crocodilo de água salgada é a maior e a mais agressiva das 22 espécies de crocodilos no mundo. 

A Austrália tem cerca de 150 mil deles, metade da população mundial. A espécie também pode ser encontrada no sudeste asiático. 

Mesmo sendo animais perigosos, ataques fatais a humanos são raros, com registros de apenas um ou dois casos anualmente no país.

Os turistas mais corajosos podem agora mergulhar com crocodilos de água salgada de até cinco metros e meio de comprimento na cidade de Darwin, considerada a capital dos crocodilos, no nordeste da Austrália.

A nova atração do Parque Crocosaurus Cove, apelidada de "Jaula da Morte", pode deixar o turista cara a cara com os répteis durante 15 minutos na água.

Apenas uma caixa transparente de acrílico com espessura de quatro centímetros e com 2,8 metros de altura protege o turista das mandíbulas dos crocodilos gigantes. 

Os arranhões feitos pelos dentes desses répteis são visíveis no acrílico.

"Mas é seguro", segundo o diretor do parque, Michael Scott. "As barreiras entre os mergulhadores e os crocodilos são muito fortes."

Apenas maiores de 16 anos podem entrar na "jaula", que comporta duas pessoas por vez.

O parque abriga seis adultos machos de 4,6 metros a 5,5 metros e uma fêmea de 2,8 metros. Há também cerca de 200 crocodilos juvenis no parque.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se livre para deixar um comentário ... Aguarde, seu comentário poderá levar alguns minutos para ser exibido.