domingo, 1 de março de 2009

Depilação: 12 mitos e verdades sobre o assunto


1. Depilação causa flacidez
Mito: Segundo a dermatologista Adriana Leite, não há o risco de flacidez, mas, sim, outros. “Por causa do calor da cera e da agressão à pele por causa do puxão, o folículo tem dificuldade na hora que nasce o novo pelo, causando aquelas bolinhas e deixando-os encravados, o que chamamos de foliculite. Mas, flacidez, não”.

2. Lâmina agride menos do que a cera
Verdade: Como a gilete corta o pelo superficialmente, ela não causa as mesmas agressões do que a cera, segundo Adriana. “O problema é que o efeito é mais curto. E, para não irritar a pele, a mulher precisa lavar bem a área antes de depilar, com um sabonete anti-séptico, para não permitir que as bactérias penetrem na pele”.

3. Com o tempo, os pelos vão ficando mais finos
Verdade: Adriana dá um exemplo simples e esclarecedor. “Se eu começar a arrancar um fio de cabelo todo dia, e cada vez que ele nascer novamente eu for puxando, a célula germinativa que dá a origem a esse novo fio fica lesada, e forma um fio imperfeito, mais fino e mais claro”, esclarece.

4. Cera quente dói menos que a fria
Verdade: A cera fria dói mais, é verdade. A quente ajuda a abrir os poros e facilita a retirada dos pelos na hora do puxão, porém, não é a mais aconselhada. “Se for depilar com cera, eu recomendo as frias ou as mornas”, diz Adriana.

5. A depilação com cera é a melhor opção
Mito: Segundo a dermatologista Denise Barcelos, da Clínica Dermatológica Paula Belotti, a melhor maneira de acabar com os pelos é o laser. “A técnica é indicada para todos os tipos de pele. A única orientação é que o paciente não esteja bronzeado e não se exponha ao sol durante o tratamento. Quanto mais clara a pele, e mais escuro e grosso o pelo, melhor” Isso porque o laser reconhece o ponto escuro, a base do pelo, e age sobre ele, destruindo parte de suas células.

6. Depilação a laser é definitiva
Mito: A depilação a laser mata a raiz dos fios que já existem, porém, novos vão continuar a nascer. Por isso, é preciso fazer manutenção, até que um dia você não precise mais. Porém, os que crescem são bem poucos e mais finos, por isso é chamada de definitiva por aí.

7. As ceras dos salões podem ser reaproveitadas e transmitirem doenças
Verdade: Como não há controle, as ceras são reaproveitadas em muitos lugares. “Você está fazendo um processo de arrancar os pelos, que tem contato com as células. E essas células, de outras pessoas, são reaplicadas em você...”. E, caso tenha ocorrido um sangramento, é perigoso. “Pode transmitir doenças, sim, como a hepatite. A justificativa das depiladoras é que a cera vai ao fogo. Mas não é verdade que o fogo mata tudo, não. Eu recomendo que peçam para ver o preparo, para saber se não está sendo reutilizada”.

8. Cera quente pode causar queimaduras e manchas
Verdade: “Se a cera não estiver na temperatura adequada, pode causar lesões, inclusive queimaduras, bolhas e deixar cicatrizes e manchas”. As manchas são uma reação natural em casos de infecção na pele. “Elas podem ser ocasionadas por pelo encravado ou foliculite na região depilada. Isso agride a pele e estimula o seu escurecimento”, diz Denise.

9. Depilar o buço com cera pode deixar “bigode”
Verdade: A cera quente, principalmente para a mulher que toma pílula, começa a escurecer a pele do buço, avisa Adriana. “Muitas mulheres voltam da praia e me procuram porque estão com a pele escurecida, como se fosse um bigode. Isso é o resultado da mistura de hormônios, estimulados pela cera quente, e o sol”.

10. Depilação pode causar espinhas
Mito: “Após a depilação, é comum as mulheres reclamarem do aparecimento de espinhas na região. Mas, na verdade, também trata-se de foliculite, por causa dos pelos que não conseguem ultrapassar a pele, causando inflamação”. Para tratar esse problema é necessário o uso de antibióticos tópicos ou orais, de acordo com a explicação da dermatologista, mas ela alerta que isso só deve ser feito sob orientação médica.

11. Cremes clareadores são bons para manchas ocasionadas para a depilação
Verdade: Para eliminar as manchas causadas pelo procedimento com cera, a recomendação é o uso de cremes clareadores. “Mas mesmo esses devem ser receitados por um dermatologista. Além disso, é essencial evitar a exposição ao sol. Em quadros clínicos mais graves, pode ser necessário um peeling na região afetada”.

12. É bom evitar o desodorante depois de depilar a axila
Verdade: Depois de depilar, uma das causas da irritação nas axilas é a aplicação de desodorante logo após o procedimento. “O ideal é deixar a região livre de cosméticos por um período de 12 horas”

Fonte: http://beleza.ig.com.br

2 comentários:

  1. muito interessante essas dicas, pois tenho a pele morena e estou usando creme para depilar, mas o pelo crece muito rápido e as minhas axilas estão ficando irritadas, acho que vou usar a cera agora

    ResponderExcluir

Sinta-se livre para deixar um comentário ... Aguarde, seu comentário poderá levar alguns minutos para ser exibido.