Mostrando postagens com marcador clitóris. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador clitóris. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 25 de março de 2011

Clitóris: o que é e para que serve?

Em sua parte visível, o misterioso "clit" é um botãozinho na parte de cima da vagina, onde os pequenos lábios formam um "V".  A função desse pequeno órgão é uma só: dar prazer pra mulherada. "Por causa de seus milhares de terminações nervosas, o clitóris é a parte da vagina mais sensível ao toque, ao contato e à fricção, podendo levar a mulher ao orgasmo", afirma a ginecologista Carolina Teixeira de Carvalho, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Quando rolam uns amassos violentos, o corpo da mulher se transforma - a vagina, por exemplo, fica molhada para um possível rala-e-rola. O clitóris também se modifica, sofrendo uma pequena ereção e aumentando de 0,5 para até 2 centímetros de comprimento.
Hein, ereção? Você leu certo: é a mesma coisa que acontece com o pênis - comparado com o corpo dos meninos, o clitóris equivale à cabeça do bilau. Ou seja, já deu para sacar uma coisa: o "clit" é supersensível. Se você quer dar prazer, não dá para apertar o treco como se fosse uma campainha. Muitas mulheres deliram quando rola um sexo oral ali na "zona do agrião" - a língua e os lábios dão calor, umidade e suavidade para o clitóris. Mas não esqueça que quem mergulha nessa aventura "lingüística" tem que se proteger. "Afinal, o contato da boca com a vagina também pode transmitir doenças - inclusive a aids, se um dos dois parceiros tiver algum ferimento no local. Uma opção é usar um filme plástico do tipo magipack entre a língua do menino e a vagina da menina", diz Carolina.






Mapa da mina
Um guia visual para encontrar o caminho da felicidade

PÊLOS PUBIANOS
Servem como um "tapete" para dificultar que a sujeira e microorganismos nocivos cheguem até a vagina. Cobrem um montinho de gordura que protege o delicado osso do púbis

PREPÚCIO
Essa "capinha" de pele serve para proteger o clitóris. Ele fica escondido embaixo do prepúcio na maior parte do tempo, mas pode aparecer quando a mulher fica excitada




URETRA
É por essa pequena abertura que fica uns 2 centímetros acima da vagina que a mulher faz xixi. Muita gente pensa que a urina sai pelo canal vaginal, mas não sai, não...

GRANDES LÁBIOS
São a camada mais externa da vagina. Feitos de gordura e coberto de pêlos, eles ajudam a afastar bactérias da vagina e funcionam como uma "almofadinha" durante a transa

CLITÓRIS


O "botão do prazer" feminino fica na abertura superior da vagina, onde os pequenos lábios se encontram. O órgão tem até 8 mil terminações nervosas e é supersensível

PEQUENOS LÁBIOS
Ficam entre os grandes lábios e o canal vaginal. A principal função desses órgãos é criar um caminho de saída para o xixi e a menstruação, direcionando o fluxo desses líquidos

CANAL VAGINAL


Esse tubo tem cerca de 9 centímetros de profundidade. Na hora da transa, seus músculos flexíveis se alongam e glândulas na entrada produzem lubrificantes para ajudar o rala-e-rola

mundoestranho
Rodrigo Ratier



quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Clitóris, capriche nele!

Explore uma das partes mais sensíveis do corpo de sua mulher, o clitóris, e garanta o sucesso da noite


O clitóris não é o alvo de um jogo de dardos ou um botão liga-desliga. Como é extremamente vascularizado (e sensível), merece todo o seu carinho. Chegar com tudo pode causar um curto-circuito na excitação dela - e mandar sua noite direto pelo ralo. "Qualquer movimento rápido demais ou com muita pressão pode machucar", avisa Marilene Cristina Vargas, ginecologista e sexóloga de Curitiba e autora do livro Manual do Orgasmo (Ed. Civilização Brasileira, 153 págs.). Aqui vai um guia passo a passo para você cuidar bem dessa parte do corpo de sua parceira.



Muita calma
A ponta cheia de nervos do clitóris é sensível no início. Se o toque direto for muito para ela, comece pelos pequenos lábios.

Tente isto: depois de algumas preliminares, parta da região menos erótica (pequenos lábios) para a mais erótica (clitóris). "É mais difícil de a mulher ficar insatisfeita", garante Marilene.


Quase lá
Quando o orgasmo se aproxima, uma sinfonia dos músculos faz o clitóris se encolher para dentro do osso pélvico. Bom sinal.

Tente isto: a vagina também faz parte da história. É hora de explorá-la. Continue estimulando e você vai perceber a movimentação da vulva. Ela se contrai várias vezes e pára. Você, não pare agora.


Com os dedos
Brinque por ali, pressionando de leve e lubrificando a área.

Tente isto: posicione-se entre as pernas dela e cubra a vulva com a mão. Excite-a com o polegar. "A estimulação deve ser feita no sentido horário, de 9 para 3 horas", ensina Marilene. "E pode ser alternada com o movimento no sentido 12 para 6."


Vá fundo
O sangue flui livremente pelo corpo dela depois do orgasmo, facilitando um segundo tempo.

Tente isto: excitação facilita a penetração. Movimentos rotatórios do pênis na vagina permitem estimular o ponto G e o clitóris. Para esquentar a transa, peça a ela que assuma o controle do clitóris a partir desse momento.

menshealth.abril.com.br
Por: Sofia Solves
Foto: Bill Ling / Getty Images
Publicado 17/07/2008